PUBLICIDADE
Bahia

Pagamento do vale-alimentação incerto: modo volta as aulas na Bahia inativado

O último pagamento ocorreu no dia 26 de outubro, antes, os estudantes ficaram mais de dois meses sem previsão de receber o pagamento.

Micael Levi
camera_alt Micael Levi/Jornal do Sisal

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmou que em março a volta as aulas acontece, porém de maneira remota devido ao aumento de infecções do coronavírus causador da Covid-19. Os estudantes estão sem aulas desde o início do agravamento da doença no estado, que ocorreu no ano passado.

Com impossibilidade do retorno presencial a rede estadual de ensino, foi anunciada durante sua tradicional live Papo Correria – geralmente assuntos são relacionados ao governo e se iguala a do presidente Jair Bolsonaro toda quinta – o pagamento de R$ 55 do vale-alimentação, que equivale ao valor de uma cesta básica, pago aos alunos por meio de um cartão Alelo.

No início, o pagamento foi feito certo. Mas, as incertezas se naquele mês teria o benefício crescia nos alunos. As confirmações das parcelas ocorria durante a live de Rui.

PUBLICIDADE

O último pagamento ocorreu no dia 26 de outubro, antes, os estudantes ficaram mais de dois meses sem previsão de receber o pagamento. Neste ano, o governador não informou a volta dos benefício em meio ao toque de recolher ordenado por ele.

“Estes recursos que estão sendo destinados ao vale-alimentação estudantil não estavam previstos no orçamento e o Governo do Estado faz mais este esforço, o que ressalta a preocupação e o zelo do governador Rui Costa com os nossos estudantes”, contou o secretário da Educação estadual, Jerônimo Rodrigues.

  • Notícias sobre