Brasil

Adolescente é assediada por motorista de Uber e filma situação

Mesmo dizendo que é menor de idade, o motorista continua o assédio e chega a dizer que “não seria um problema”.

Jornal do Sisal
Reprodução/Twitter

Por Micael Levi

Uma menina de 17 anos vivenciou uma situação que a deixou desconfortável quando estava num veículo que havia pedido no Uber no Rio Grande do Sul. A garota filmou o momento em que o motorista faz comentários inadequado para a jovem e publicou nas redes sociais. O caso aconteceu neste domingo (16/02/2020).

Mesmo dizendo que é menor de idade, o motorista continua o assédio e chega a dizer que “não seria um problema”. “E acho que tu não tem 13 anos, 14 para cima tu já é responsável”, disse. Ele ainda diz que se ela quisesse namoraria com a garota. “Eu namoraria contigo se tu não tivesse namorado”.  Nesse momento ela alerta que ele tem idade de ser seu pai e ele responde: “mas eu não sou teu pai. Eu faria coisas que teu pai não faria, pode ter certeza.”

No fim da corrida agarota denunciou o perfil do motorista no aplicativo e fez um registro de ocorrência na Delegacia da Mulher de Viamão. Questionada pelo G1, a Uber informou que a conta do motorista foi banida do aplicativo.

De acordo com GauchaZH, o identificado como André Lopes Machado, de 43 anos, prestou depoimento nesta terça-feira (18/02/2020) na Polícia Civil e deve responder por “pertubação da tranquilidade”, e deve ou pagar uma multa ou prisão simples (sem regime fechado) em caso de condenação.

Em entrevista ele atribui o comportamento dele ao sorriso, a maneira como a jovem sentava no carro e a roupa que ela estava usando.

“Vocês tiveram acesso ao vídeo que ela postou me denegrindo e ela estava sorrindo bem espalhada no banco, em posições que eu até nem gostaria de citar aqui, porque eu não posso provar, afinal de contas ela não se auto filmou nesse sentido, ela estava com um short tipo Anitta, com uma mini blusa, as pernas abertas no banco e chamando a atenção”.

A cantora Anitta compartilhou o vídeo no seu perfil no Twitter seguido da sua opinião. “Acabei de receber este vídeo onde o motorista de uber que assediou uma passageira menor de idade tenta justificar o injustificável (seu assédio) dizendo que a menina estava usando um short “tipo Anitta” e sentada numa posição favorável ao assédio”, escreveu a cantora.