PUBLICIDADE
Brasil

Bolsonaro diz que vacina vai está disponível “para quem quiser” em janeiro

Segundo ele, o percentual de pessoas que querem tomar o imunizante é baixo.

Micael Levi
camera_alt Reprodução

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que a vacina contra a doença respiratória Covid-19 via está disponível “para quem quiser” ainda em janeiro. A declaração foi feita nesta quinta-feira (7/1) na saída do Palácio da Alvorada.

Segundo o mandatário, o percentual de pessoas que querem tomar o imunizante é baixo segundo uma pesquisa feita por ele “na praia, na rua e em tudo que é lugar”. “Alguém sabe quantos por cento vai tomar a vacina? Pelo que eu sei, menos da metade vai tomar vacina”, declarou.

“Mas pra quem quiser, em janeiro vai ter. Está prevista a chegada de 2 milhões de doses, agora em janeiro. O pessoal pode tomar, sem problema nenhum”, disse ainda. Ele ainda afirmou que o Brasil tem um plano de imunização que nenhum outro país tem.

PUBLICIDADE

“E outra: temos um plano de vacinação, via SUS, que ninguém tem no mundo. Temos aí centenas de salas de vacinação pelo mundo. Não faltam”, ressaltou.

Ele ainda comentou a eventual aprovação do uso emergencial da vacina pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “A vacina emergencial não tem segurança ainda. Ninguém pode obrigar ninguém a tomar algo que você não tem certeza das consequências. Agora, em janeiro vai estar à disposição”, destacou.

Em uma pesquisa feita pelo Datafolha e divulgada no dia 12 de dezembro, mostrou que 73% dos brasileiros querem tomar a vacina contra a doença respiratória e outros 22% não querem tomar. Quando questionados se a imunizante deve ser obrigatório, 56% aprovou a obrigatoriedade e 43% não.

Diferente da pesquisa de Bolsonaro que foi por observação, a pesquisa ouviu 2.016 brasileiros via celular, tento uma margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

  • Notícias sobre