Brasil

Bolsonaro sobre o Bolsa Família: “Vamos tentar aumentar um pouquinho isso aí”

Ele aproveitou para dizer que não será possível a prorrogação do auxílio emergencial.

Jornal do Sisal
camera_alt Carolina Antunes/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que tem falado com a equipe econômica sobre a melhora do Bolsa Família. A informação foi dada em entrevista ao apresentador José Luiz Datena, TV Band, nesta terça-feira (15/12).

O chefe do Executivo ainda anunciou que desistiu do Renda Brasil, programa de distribuição de renda criado para substituir o Bolsa Família. “Quem falar em Renda Brasil, eu vou dar cartão vermelho, não tem mais conversa”, disse.

Bolsonaro aproveitou para dizer que não será possível a prorrogação do auxílio emergencial. “Auxílio é emergencial, o próprio nome diz: é emergencial, Não podemos ficar sinalizando em prorrogar e prorrogar e prorrogar”, disse o ele, acrescentando que “acaba agora em dezembro”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nesta segunda (14/12), o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentou um projeto de lei que prorroga o benefício até 31 de março de 2021. Segundo ele, é impossível que haja uma vacinação contra a Covid-19 antes de março. Não há previsão para a votação do texto.

O auxílio emergencial foi projetado para atender os trabalhadores informais e famílias de baixa renda durante a pandemia de coronavírus. Para evitar um dano pior na economia e para atender aos pedidos, Bolsonaro renovou até dezembro a ajuda só que no valor reduzido de R$ 600 para R$ 300.