Brasil

Flordelis diz que teve relações com o marido no capô do carro antes de assassinato

Ela disse que sua oração atual é pedir a Deus que a “tire do mundo pois está enojada”, palavras dela.

camera_alt Reprodução

A pastora e deputada federal Flordelis (PSD-RJ) disse em entrevista ao Conexão Repórter, do SBT, que fez sexo com o marido Anderson do Carmo, antes dele ser assassinado. De acordo com as investigações, foi a deputada que orquestrou a morte do esposo.

Ela disse que estavam passeando e que de madrugada, às 3h da manhã, chegaram em casa e que Anderson fez uma parada em uma estrada deserta.

“Fomos à Copacabana, andamos no calçadão, fizemos as brincadeiras, andamos na praia. Depois fomos para o carro, ele pegou uma pista deserta. Nós paramos ali, namoramos, que era uma coisa normal nossa, na estrada. Me beijou bastante, eu sentei no capô do carro e tivemos relações. Falei ‘amor, amanhã a gente vai acordar cedo, né?’. Isso foi por volta de 2h e alguma coisa”, contou.

O também pastor dirigia um Honda Accord e não um carro blindado, que de acordo com as investigações, a pastora sugeriu que ficasse com o filho.

“Isso é mais uma mentira que estão falando a meu respeito. Foi o meu marido que ligou pro meu filho e pediu que levasse para ele o carro esportivo. Quem é que não sabe? Quem conhece meu marido sabe muito bem que ele adorava sair com o carro esportivo”, disse.

Na entrevista ela negou todas as acusações da polícia, inclusive a de que teria adotado Anderson e foi a mandante do crime porque o pastor estava controlando a sua vida. A pastora da Comunidade Evangélica Cidade do Fogo, no Rio de Janeiro, negou troca de mensagens. Ela disse que sua oração atual é pedir a Deus que a “tire do mundo pois está enojada”, palavras dela.

“Isso não existe. Não existe ‘escandalizar o nome de Deus’. Se eu tivesse que me separar, eu me separaria. Eu jamais chamaria meu marido de traste. Essa mensagem não foi escrita por mim. Não sei. Eu quero que a Justiça descubra quem escreveu. Meu celular é tipo um celular comunitário em casa”, rebateu.

“Estou vivendo o pior momento da minha vida. Não estou preparada para ser presa, e não vou ser. Porque eu sou inocente, e a minha inocência será provada. Eu não matei, eu não fiz isso que estão me acusando. Eu não fiz. Não é real, não é verdade. É uma injustiça”, garantiu.

Flordelis fez ensaio fotográfico com o marido esbanjando romantismo antes de assassinato