Brasil

Padrasto agride garoto durante aula virtual e escola denuncia

O conselho tutelar informou que não há registrou de agressões anteriores por parte do homem

Da Redação
camera_alt Reprodução

A agressão a um menor feita pelo padrasto durante uma aula virtual está sendo investigada pela Polícia Civil e pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul. O caso aconteceu na cidade de Erechim, no estado.

Segundo informações do R7, a gravação da agressão feita pela escola mostra o homem arrancando os headphones do garoto e o puxado bruscamente. Tempos depois, o garoto retorna ao aula chorando. Mais tarde, o padrasto aparece novamente e puxa o cabelo do menor e o ofende.

Com a gravação, a escola cobrou uma ação do Conselho Tutelar da cidade. “Na terça-feira (12 de abril) de manhã, chegamos na escola e tinha um e-mail, com os três vídeos, no qual a escola relatava o acontecido e solicitava uma apuração junto à família desse menor. A escola também avisou a mãe, que foi orientada a comparecer ao conselho”, informou o conselheiro tutelar Ademir Rosa.

De acordo com ele, não há registrou de agressões anteriores por parte do homem. A mãe informou que estava em outro cômodo da casa com o filho mais novo, quando ouviu gritos da criança e foi averiguar.

Ela conta que ao chegar no local a situação já tinha sido controlada e “estava tudo calmo”. O Conselho Tutelar prestou atenção a criança e notificou o Ministério Público. Segundo o R7, a Delegacia Especializada no Apoio à Mulher e Vulneráveis de Erechim (RS) investiga o caso.