PUBLICIDADE
Brasil

Policial é exonerado após ser acusado de estuprar enteadas no Ceará

A exoneração do PM foi publicada no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (18/3). 

Micael Levi
camera_alt

Um subtenente da Polícia Militar (PM) foi exonerado após ser acusado de estuprar duas enteadas e condenado a 28 anos de reclusão. O processo corre em segrego de Justiça, o que revela a identidades das vítimas e nem do acusado.

De acordo com o Universa, ele viveu um relacionamento com a mãe das vítimas e foi denunciado em 2016. Na época em que foi denunciado as vítimas tinham 13 e 16 anos.

A mais nova contou aos policiais que sofria abusos havia três anos. Já a mais velha contou que era estuprada desde os sete anos.

PUBLICIDADE

Com a condenação do militar, a Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança e Sistema Penitenciário deu início ao julgamento administrativo.

A exoneração do PM foi confirmada e publicada no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (18/3).

“Notadamente, as acusações levantadas pelas vítimas são extremamente graves, uma vez que na condição de vulneráveis torna a conduta imputada ao aconselhado ainda mais desonrosa”, destacou o controlador geral, Rodrigo Bona Carneiro. Com informações do Universa.

  • Notícias sobre