Brasil

Repatriados deixam quarentena na Base Aérea após 14 dias

Segundo Ministério da Defesa, eles serão levados por aviões da FAB para nove estados. Inicialmente, eles ficariam no local por 18 dias, mas como exames não detectaram coronavírus, isolamento foi encurtado.

Jornal do Sisal
Vitor Santana/G1

Por Micael Levi

O grupo de 58 pessoas, entre repatriados e equipe técnica de apoio, deixaram a Base Aérea de Anápolis após 14 dias na manhã deste domingo (23). Eles chegaram dia 9 deste mês de Wuhan, epicentro do novo coronavírus na China.

A previsão era que o grupo ficasse 18 dias de quarentena, mas após exames apontarem a não existência do coronavírus o grupo voltou aos seus estados em dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). Antes do embarque de volta para casa, foi realizada uma cerimônia de encerramento da Operação Regresso, com a participação do ministro da Defesa, Fernando Azevedo, o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, representando o ministro Luiz Henrique Mandetta e autoridades locais.

O governador do Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), disse que a liberação do grupo sem contaminação do coronavírus é um “legado” para o país.

Após deixar a quarentena, grupo participa de solenidade e se prepara para voltar para casa — Vitor Santana/G1

Para onde vai o grupo após a quarentena:

  • Distrito Federal – 18 passageiros, sendo 9 militares, 1 profissional do Ministério da Saúde, 1 profissional da EBC e 7 repatriados;
  • São Paulo – 13 passageiros, sendo 11 repatriados, um militar e uma integrante do Ministério da Saúde;
  • Rio de Janeiro – 11 militares;
  • Paraná – 5 repatriados;
  • Santa Catarina – 4 repatriados;
  • Minas Gerais – 3 repatriados;
  • Pará – 1 repatriada;
  • Maranhão – 1 repatriado (Via DF);
  • Rio Grande do Norte – 1 repatriado (Via DF);
  • Um repatriado permanecerá em Anápolis (GO).

O grupo, que estava na China, gravou um vídeo pedindo que o governo os retirassem do país, que vive um surto da doença. Dois aviões da FAB foram enviados a Wuhan, epicentro do coronavírus.

Desde que chegaram em Anápolis (GO), as 58 pessoas passaram por três exames para detectar o vírus, mas todos os resultados deram negativo. Durante todo tempo em quarentena, os repatriados disseram que foram bem tratados pela equipe da base. Eles contaram com jogos, filmes e apresentações musicais para passar o tempo. Com informações são do G1.

China já registrou mais de 77 mil casos de Covid-19. No mundo, são 1.712 pacientes que estão com o novo coronavírus e 17 pessoas já morreram em 29 países.