Brasil

Vídeo: Jovem negro é vítima de acusação falsa de furto no RJ

A situação presenciada pelo surfista gerou várias reações nas redes sociais.

camera_alt Matheus Ribeiro

O instrutor de surf Matheus Ribeiro, 22, jovem negro, presenciou um momento racista quando esperava sua namorada em frente a um shopping no Leblon, zona sul do Rio de Janeiro, no sábado (13/6), dia dos namorados.

Um casal de jovens brancos acusou o jovem de ter furtado a bicicleta elétrica da moça. Ele negou as acusações, mostrando até fotos antigas em que aparece com a bicicleta, mas o jovem que fez a acusação não satisfeito com as provas pegou o cadeado, tentou abrir e, ao não conseguir, percebeu o engano e disse que estava apenas perguntando, sem fazer acusação.

Matheus fez um vídeo já no final da conversa e publicou das redes sociais, ganhando bastante repercussão. “Isso não é um problema pessoal. É um problema que está enraizado na sociedade”, disse ele em entrevista a um canal de televisão.

“Eu não quero dar ênfase só para o meu caso”, afirmou. “Toda vez que acontecer isso com algum negro, que ele se sinta forte o suficiente para denunciar, para botar a cara, para mostrar e falar que isso não é certo. A gente não vai aceitar isso”.

A situação presenciada pelo surfista gerou várias reações nas redes sociais. “O racismo obriga o negro a viver preparado para o pior, sempre tendo que se explicar. É revoltante ser sempre o suspeito aos olhos dos racistas”, afirmou o deputado federal Orlando Silva (PC do B).

Situação parecida viveu o youtuber Filipe Ferreira, quanto em maio foi abordado pela Polícia Militar de Goiás (PM-GO) enquanto gravava vídeos para seu canal sobre treinos e manobras na bicicleta.

Com a arma em punho, um dos policiais mandou ele descer da bicicleta, sem nenhum motivo aparente. O ciclista questionou e obteve como resposta gritos e uma arma apontada para ele.

“Fiquei me perguntando se eles me abordaram por conta da minha pele ou se realmente tinha feito algo”, escreveu. Com Folhapress.

Assista ao vídeo: