PUBLICIDADE
Economia

Câmara aprova PEC Emergencial em 1º turno e retorno do auxílio emergencial fica mais perto

Os deputados vão apreciar os destaques (propostas de mudanças no texto), na manhã desta quarta e, depois disso, devem realizar o segundo turno de votação.

Jornal do Sisal
camera_alt Marcello Casal JrAgência Brasil

A Câmara dos Deputados aprovaram na madrugada desta quarta-feira (10/3), a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 186, mais conhecida como PEC Emergencial que institui mecanismos de ajuste nas despesas e a volta do pagamento do auxílio emergencial.

O texto base teve 341 votos a favor e 121 contra na Câmara – o governo precisava do apoio de 308 deputados para a aprovação. As discussões da votação começaram na terça (9/3), e, com o movimento de obstrução da oposição, o texto somente foi aprovado à 1h30 desta quarta.

Web Stories: O que falta para o governo pagar o auxílio emergencial?

PUBLICIDADE

Os deputados vão apreciar os destaques (propostas de mudanças no texto), na manhã desta quarta e, depois disso, devem realizar o segundo turno de votação.

Na segunda-feira (8/3), o ministro da Economia, Paulo Guedes, detalhou os novos valores do benefício. De acordo com ele, a dimensão do benefício será menor que a do ano passado.

  • O valor médio será de R$ 250. Esse será quanto receberão famílias com casais.
  • Mães que sustentam a família sozinhas receberão R$ 375.
  • Homens que moram sozinhos receberão R$ 175.

O novo auxílio deve ter pelo menos quatro parcelas. O governo Jair Bolsonaro tem expectativa de iniciar os pagamentos ainda neste mês.