Economia

Veja quem tem direito ao novo auxílio emergencial de R$ 300

A proposta do benefício é ajudar as pessoas afetadas pela pandemia de coronavírus impossibilitadas de trabalhar.

Jornal do Sisal
camera_alt Barbara Batista/Agência Senado

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou nesta terça-feira (01/9), o prorrogamento do auxílio emergencial com um valor reduzido de R$ 300, até dezembro deste ano.

Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, ao todo serão ofertadas mais quatro parcelas do novo valor, a metade de R$ 600, antes pago. Inicialmente o benefício seria dado até o mês de julho.

O auxílio emergencial é ofertado a trabalhadores informais, autônomos, desempregados e Microempreendedores Individuais (MEIs), que realizaram a solicitação no aplicativo ou site, além de cidadãos cadastrados no Cadastro Único (CadÚnico) ou no Bolsa Família.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A proposta do benefício é ajudar as pessoas afetadas pela pandemia de coronavírus impossibilitadas de trabalhar. O cadastro para receber o dinheiro foi interrompido desde o dia 2 de julho.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, atualmente já são 67,2 milhões de pessoas que receberam R$ 600 de auxílio.

O valor é liberado na Poupança Social digital de acordo com o mês de nascimento, e após um período, liberado para saques e transferências.

Os beneficiários do Bolsa Família recebem os pagamentos com base no Número de Identificação Social (NIS) final das pessoas, cronograma habitual do programa, pago nos últimos 10 dias úteis de cada mês.