PUBLICIDADE
Educação

Secretaria de Educação da Bahia diz que não há previsão de novas parcelas do vale-alimentação estudantil

A assistência contemplou 776.458 estudantes da rede estadual.

Micael Levi
camera_alt Micael Levi/Jornal do Sisal

A Secretaria de Educação da Bahia informou que não há previsões da volta do pagamento do vale-alimentação estudantil. O benefício foi criado no ano passado para socorrer os estudantes devido a suspensão das aulas provocada pela pandemia de coronavírus.

Procurada pelo Jornal do Sisal, o órgão informou que “não se trata de um programa com periodicidade definida, mas de um benefício”. Ainda segundo a secretaria, o total investido foi de R$ 176 milhões.

O vale-alimentação contemplou 776.458 estudantes da rede estadual, sendo que cada um recebeu quatro parcelas de R$ 55. O valor foi pago com recursos próprios, que não estavam previstos no orçamento do Estado.

PUBLICIDADE

O pagamento equivale ao valor de uma cesta básica e é pago aos alunos por meio de um cartão bandeira Alelo. O último pagamento ocorreu no dia 26 de outubro, antes, os estudantes ficaram mais de dois meses sem previsão de receber a assistência.