EntretenimentoJustiça

Justiça determina que deputado do PSL remova vídeo contra Felipe Neto

Segundo juiz, há evidência de ofensa à honra do youtuber

Jornal do Sisal
Reprodução

Por Micael Levi | F5

A justiça do Rio de Janeiro determinou que o deputado Bruno Engler (PSL-MG) remova em até 24 horas um vídeo em que o youtuber Felipe Neto fala sobre sexo.

Segundo o blog F5, da Folha de S. Paulo, o juiz Mario Cunha Olinto Filho, segundo sua sentença, há evidências de ofensa a honra e ao nome de Neto, já que o material devulgado seria uma montagem “de forma maliciosa, que o autor pratica ou incetiva pedofilia, ou no mínimo, divulga material impróprio para menores.”

O juiz deu 24 horas para remoção do vídeo. Até a noite desta segunda-feira (17/02/2020) o vídeo não tinha sido excluído ainda.

“Os responsáveis por essa campanha difamatória irão pagar pelo que fizeram. Espero que este caso se torne um indicativo de que a era das fake news para arruinar reputações vai chegar ao fim”, disse Neto.