Entretenimento

Suzane von Richthofen passa em 8º lugar no Sisu em curso de turismo

A instituição oferece o curso no turno noturno, na cidade de Campos de Jordão, localizada a cerca de 39 minutos de carro da Penitenciária de Tremembé, onde Suzane está detida.

Jornal do Sisal
Reprodução / Facebook

Presa após ser condenada a 39 anos de prisão pela morte dos pais, Suzane von Richthofen foi aprovada por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para cursar Gestão de Turismo no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP).

A instituição oferece o curso no turno noturno, na cidade de Campos de Jordão, localizada a cerca de 39 minutos de carro da Penitenciária de Tremembé, onde Suzane está detida. Ela ficou na 8ª colocação, em meio a 36 vagas ofertadas.

De acordo com o Correio, a matrícula do IFSP está aberta e segue até o dia 4. As aulas começam no dia 5 de fevereiro. Para deixar a cadeia e estudar, Suzane ainda precisa de autorização judicial.

Em 2016, ela chegou a ser aprovada no vestibular da Faculdade Anhaguera, para estudar Administração. No entanto, na ocasião, o juízo da Vara de Execuções Criminais da cidade entendeu que ela não poderia fazer a matrícula, por uma questão de segurança e justificou que não tinha como garantir a integridade física de Suzane.

Suzane cumpre pena desde outubro de 2015 no regime semiaberto, o que traz a possibilidade de ela frequentar uma faculdade.

Em 2017, ela voltou a ser aprovada em Administração em uma universidade de Taubaté, mas perdeu o prazo de matrícula. Nessa ocasião, não houve registro de pedido de Suzane à Justiça para estudar. Conforme reportagens publicadas à época, ela teve medo do assédio e desistiu.

No mesmo ano, ela foi autorizada pela Justiça para estudar Administração na modalidade ensino a distância (EaD), o que eliminava a necessidade de sair da cadeia para ir à faculdade.

  • Notícias sobre