Justiça

DNA comprova que homem que estuprou a filha é pai do bebê

O caso aconteceu em Coari, em Manaus, e chocou a população.

Jornal do Sisal
Divulgação

Por Micael Levi

O resultado do exame de DNA divulgado nesta sexta-feira (31/01) comprovou que Tomé Silva Faba, de 36 anos (imagem em destaque) é o pai do bebê que sua filha Ketelen da Silva Faba, de 13 anos, estava esperando. Ele que além de ser avô, também é o pai da criança. Isso porque a menina sofria abusos sexuais cometidos pelo próprio pai.

O caso aconteceu em Coari, em Manaus, e chocou a população. Segundo o Em Tempo, a filha de Tomé morreu no dia 11 de dezembro, por complicações na gestação. O crime aconteceu na comunidade Santa Maria do Iguapó Grande, na Zona Rural do município.

De acordo com a polícia, o resultado agrava o crime de Tomé que agora, além de ser denunciado por estupro de vulnerável, ainda terá o agravante por morte.

A polícia informou que os abusos sexuais aconteciam quando a adolescente era convidada para pescar com o pai. Tomé se entregou à polícia no dia 19 de dezembro de 2019, acompanhado de uma advogada e teve o mandado de prisão preventiva cumprido.

Ele foi indiciado por estupro de vulnerável e, desde então, permanece na Unidade Prisional de Coari. O Inquérito Policial (IP) do caso já foi remetido à Justiça. As informações dão do Em Tempo.