Justiça

Flordelis teria ido junto com o marido para uma casa de swing antes dele ser morto, dizem investigadores

Testemunhas ouvidas pela policia, o casal tinha um quarto na casa possivelmente visitada na data do crime.

Jornal do Sisal
camera_alt Reprodução

As investigações do assassinato Anderson do Carmo apontam que o pastor e a deputada federal Flordelis (PSD-RJ), também pastora, teria ido até uma casa de swing, em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

É o que informou o delegado da Delegacia de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG) Allan Duarte. Segundo ele, os dois estiveram em Botafogo, ao contrário do depoimento de Flordelis.

O Ministério Público estadual acredita que o casal tenha ido a uma casa de swing, devido à trajetória do veículo no dia. Os investigadores interrogou um gerente da boate, mas negou conhecer o casal. Porém, o depoimento foi descartado, já que o funcionário é treinado para não entregar os frequentadores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Testemunhas ouvidas pela policia, o casal tinha um quarto na casa possivelmente visitada na data do crime. A parlamentar nega a acusação.