Justiça

Justiça Federal derruba liminar que obrigava Bolsonaro a usar máscara em locais públicos do DF

A liminar é de autoria do juiz federal Renato Coelho Borelli.

Micael Levi
camera_alt Adriano Machado/Reuters

Depois do pedido da Advocacia-Geral da União (AGU) de derrubar a liminar que obrigava o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de usar máscara de proteção em locais públicos, a desembargadora Daniele Maranhão Costa do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) derrubou a determinação nesta terça-feira (30/06).

A liminar é de autoria do juiz federal Renato Coelho Borelli, da 9ª Vara Federal Cível do Distrito Federal, que determinou que o mandatário usasse o equipamento em locais públicos do Distrito Federal, sob pena de multa diária de R$ 2 mil.

A desembargadora argumentou que já existe um decreto que obriga os moradores do DF a usarem máscara. E segundo ela, o tipo de ação escolhido pelo autor do processo não foi o correto. O pedido deveria ocorrer de por meio de uma ação civil pública, e não de uma ação popular, como ocorreu. Ela pediu uma análise na decisão de Borelli.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

  • Notícias sobre