PUBLICIDADE
Justiça

PGR vai recorrer da decisão do STF de anular as acusações de Lula

Não foi divulgado sobre quais pontos da decisão serão contestados.

Micael Levi
camera_alt MPF

A Procuradoria-Geral da República (PGR) afirmou que vai recorrer da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de anular as acusações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva relacionadas a Operação Lava Jato.

Fachin atendeu ao pedido da defesa do petista e retirou os casos da 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, onde atuava o ex-juiz Sérgio Moro. No entendimento de Fachin, os processos não deveriam tramitar no Paraná.

A assessoria de imprensa da Procuradoria-Geral informou que o recurso será preparado pela subprocuradora-geral Lindôra Maria de Araújo, braço-direito do procurador-geral Augusto Aras e responsável pelos processos da Lava Jato no STF. As informações são do jornal Estado de S. Paulo.

PUBLICIDADE

Não foi divulgado sobre quais pontos da decisão serão contestados. O Ministério Público Federal do Paraná, que apresentou as acusações, não se manifestou.

Ao jornal o Estado de S.Paulo, o atual coordenador da Operação Lava Jato no Paraná, Alessandro Oliveira, disse que não irá comentar a decisão de Fachin. Questionado sobre o impacto da decisão, Oliveira disse avaliar como “grande”, mas que ainda seria preciso estudar a decisão. Procurado por telefone, o ex-coordenador da Força-Tarefa, Deltan Dallagnol, não atendeu as chamadas da reportagem até o momento.