PUBLICIDADE
Mundo

Cansados de términos, casal ucraniano se algema para apaziguar relação

Eles estão presos por três meses e compartilham a experiência nas redes sociais.

Jornal do Sisal
camera_alt Reuters

Um casal da Ucrânia teve uma ideia para apaziguar a turbulenta relação com constantes brigas e términos. Eles resolveram se algemar e estão presos um ao outro por três meses.

Com mais um rompimento, o vendedor de carros Alexandr Kudlay, de 33 anos, contou a ideia inusitada a Viktoria Pustovitova, de 28, que rejeitou no inicio, mas depois repensou e acabou aceitando.

“A gente costumava romper uma, duas vezes por semana. Quando brigamos mais uma vez e ela disse que quer terminar, eu falei: ‘Vou me prender a você'”, contou Kudlay.

PUBLICIDADE
Reuters

Eles estão presos por três meses e compartilham a experiência nas redes sociais. Fazendo tudo junto, desde refeições a tarefas diárias, eles moram em um flat na cidade de Kharkiv, na Ucrânia.

“Em relação ao conforto físico, fomos nos acostumando com o passar dos dias, foi ficando mais fácil”, disse Alexandr, à Reuters.

Eles admitem que há tensões, mas aprenderam a lidar e encontrar novas formas de passar por estes momentos. “Eu o amo, então, decidi aceitar a ideia”, disse Viktoria.

Reuters

“As brigas não desapareceram, elas ainda existem. Mas temos novos jeitos de lidar e, se não nos entendemos, simplesmente paramos de nos falar, em vez de arrumar as coisas e ir embora”, disse o vendedor.

O caso virou tema de um programa de TV no país e gerou uma mistura de críticas e elogios no Instagram.

E eles respondem à maior dúvida que ouvem: e na hora de ir ao banheiro? Nesse cenário, enquanto um faz suas necessidades, o outro fica do lado de fora, com a mão algemada para dentro do banheiro.