Mundo

Família é expulsa de voo após filha de 2 anos não usar máscara

OMS não recomenda o uso da proteção em menores de cinco anos

Jornal do Sisal
camera_alt Reprodução

Em uma publicação nas redes sociais, a coach de saúde Eliz Orban relatou o momento desagradável que passou em um voo quando ela, o marido e a filha de 2 anos foram expulsos do voo por causa que a menor não estava usando máscara de proteção ao coronavírus. Chorando, ela contou o ocorrido.

A influenciadora disse que o sentimento no momento foi de “confusão, descrença, nojo e humilhação”. Ela lembrou na publicação que a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) são contra o uso de máscara em menores de cinco anos.

“Hoje, fomos convidados a deixar o avião depois que ele começou a andar pela pista, eles tiveram que trazê-lo de volta ao portão, porque nossa filha de 2 anos não iria “obedecer” e manter sua máscara. Ela fará 3 [anos] em abril de 2021, para todos que perguntarem. E o que me impressiona ainda mais é que as recomendações OMS são contra máscaras faciais para menores de 5 anos”, escreveu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Eliz conta que estava a caminho de Nova Iorque para participar da Natal Rockefeller, tradição que eles têm a anos. Ela ainda conta que os transtornos causados pela situação, teria que esperar o dia seguinte para receber as bagagens.

“Como nossas malas não foram retiradas do avião (eles pegaram nossa cadeira de criança), temos que esperar até amanhã para que eles entreguem em nossa casa em Breckenridge, que fica a duas horas do aeroporto DIA [que fica em Denver, Colorado]. Definitivamente não vou jantar em Jersey esta noite”, disse.

A United Airlines informou que seguia regras do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), uma agência do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, que inclui o uso de máscara em maiores de dois anos. “A saúde e a segurança de nossos funcionários e clientes é nossa maior prioridade, e é por isso que temos um conjunto de políticas em várias camadas, incluindo a obrigatoriedade de que todos a bordo que tenham de dois anos ou mais usem uma máscara”, disse a companhia.

A companhia aérea ainda informou que está investigando o ocorrido e entrando em contanto com a família. “Também reembolsamos os bilhetes e devolvemos a cadeirinha e as malas”, disse. Eliz afirma no vídeo que foi banida pra sempre da companhia, mas ela nega.

  • Notícias sobre