Mundo

Mulher se livra de estupro após fingir ter contraído coronavírus

O caso ocorreu na cidade de cidade de Jingshan, perto de Wuhan, epicentro do coronavírus, na última segunda-feira (3).

Jornal do Sisal
Arquivo EBC/ Pornprom Satrabhaya/Bangkok Post

Por Da Redação

Uma chinesa conseguiu escapar de um estupro após alegar que havia contraído o novo coronavírus, que já matou mais de 400 pessoas e infectou mais de 24 mil pessoas em todo o mundo. A mulher fingiu estar tossindo e disse ao estuprador que estava de quarentena por conta do vírus. As informações são da Jingshan Public Security Bureau, polícia local.

O caso ocorreu na cidade de cidade de Jingshan, perto de Wuhan, epicentro do coronavírus, na última segunda-feira (3). O fato veio à tona após uma publicação.

De acordo com o relato, a mulher estava em casa sozinha quando um homem invadiu a residência. O suspeito agarrou a vítima que, em seguida, começou a gritar desesperada. “Acabei de voltar de Wuhan e fui infectada. Estou em casa sozinha em quarentena”, disse. Após isso, a mulher simulou uma tosse e conseguiu se livrar do suspeito.

O homem fugiu do local, levando uma quantia de dinheiro, aproximadamente R$ 1,9 mil, que estava na casa. No entanto, ele foi preso e acabou confessando o crime.

Aos policiais, o homem disse que abandonou sua família na mesma noite e não tinha dinheiro para se manter, por isso, ele pretendia roubar. Ao ver a vítima em casa, sozinha, ele pensou em estuprá-la.

As informações são do Bhaz.

  • Notícias sobre