Política

Bolsonaro culpa Maia por não ter 13° do Bolsa Família

A parcela extra do programa só foi paga em 2019 com uma Medida Provisória (MP), que perdeu validade em 25 de março.

Micael Levi
camera_alt Fátima Meira/Futura Press/Folhapress

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) culpou o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o motivo dos beneficiários do Bolsa Família de não receber a 13° parcela do programa este ano. O deputado chamou Bolsonaro de mentiroso.

A parcela extra do programa só foi paga em 2019 com uma Medida Provisória (MP). Porém a medida perdeu a validade no dia 25 de março, quando estava em pauta na Câmara dos Deputados e ainda seguiria para o Senado.

Durante a tramitação no Congresso, o relator da matéria, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), propôs que a parcela extra fosse estabelecida para todos os anos seguintes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Você está reclamando do 13º do Bolsa Família, que não teve. Sabia que não teve este ano? Foi promessa minha? Foi. Foi pago no ano passado? Mas o presidente da Câmara deixou caducar a MP. Vai cobrar de mim? Cobra do presidente da Câmara, que o Supremo agora não deu o direito de ele disputar a reeleição. Cobra dele”, disse Bolsonaro nesta quinta-feira (17/12).

“Nunca imaginei que Bolsonaro fosse mentiroso”, disse Maia em entrevista ao jornal Folha de São Paulo.