Política

Dilma e PT terão que pagar R$ 75 mil a empresa por calote

A defesa da ex-presidente disse que a empresa nunca entregou as encomendas da campanha. A empresa afirma que foram entregues e usadas.

Jornal do Sisal
camera_alt Fabio Rodrigues/Agência Brasil

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) condenou a ex-presidente Dilma Rousseff e o Partido dos Trabalhadores (PT) a pagar R$ 75,4 mil a uma empresa por não terem pago 41.500 bandeiras eleitorais utilizadas na campanha eleitoral em 2014. A decisão cabe recurso.

O calote foi dado a empresa Angela Maria do Nascimento Sorocaba ME, onde o rosto da ex-presidente e do Alexandre Padilha, que na época disputou a prefeitura de São Paulo, estavam estampados.

A defesa da ex-presidente disse que a empresa nunca entregou as encomendas da campanha. O diretório nacional se esquivou das acusações, afirmando que a responsabilidade era do diretório estadual de São Paulo. As argumentações não foram acatadas por Melo Colombi, relator do processo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo ele, a empresa provou que as encomendas foram usadas ainda no período eleitoral. “O Diretório Nacional do PT pode não ter assinado o recebimento dos produtos, mas isso não acarreta inexistência de sua responsabilidade por serviço prestado em seu favor”, disse o desembargador. Segundo ele, cabe ao diretório nacional do PT cobrar o estadual. “Não pode, porém, deixar de pagar por produto e serviço devidamente entregue”, escreveu.