Política

“Isso é criminoso”, diz Alex da Piatã sobre declaração de Bolsonaro de não tomar a vacina

Em entrevista a TV Band, o chefe do Executivo federal afirmou que não iria tomar o imunizante.

Micael Levi
camera_alt Reprodução

O deputado estadual Alex da Piatã (PSD) publicou um vídeo nas redes sociais falando sobre a declaração do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de não tomar a vacina contra a doença respiratória Covid-19.

Ele conta que ficou assustado. “O presidente da República dizendo que não vai tomar a vacina, estimulando as pessoas a não tomar vacina. Isso é criminoso”, disse Alex. “A vacina é uma esperança de vida para todos nós, precisamos, como já disse em outro vídeo, agradecer a Deus toda hora”, continou.

Ele já foi presidente da comissão da saúde na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). O parlamentar disse que Bolsonaro não devia está ocupando o posto de chefe do Executivo. “Com fé em Deus vamos tomar essa vacina e o mundo vai ficar livre dessa doença”, disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em entrevista a TV Band, o chefe do Executivo federal afirmou que não iria tomar o imunizante. “Eu não vou tomar vacina e ponto final. Se minha vida está em risco, o problema é meu”, disse ele. Desde que vacinas apresentaram eficácia o presidente tem alimentado que não devia ser obrigatória.

Durante um discurso nesta terça-feira (15/12) no ato para assinar a Medida Provisória com aval para a liberação de R$ 20 milhões para a compra de vacinas, Bolsonaro afirmou que seria necessário assinar um termo responsabilidade caso a população queira tomar.

“Não é obrigatória. Vocês vão ter que assinar o termo de responsabilidade, se quiserem tomar. A Pfizer é bem clara no contrato: “Não nos responsabilizamos por efeito colateral’. Tem gente que quer tomar, então toma. A responsabilidade é sua. Para quem está bem fisicamente, não tem que ter muita preocupação. A preocupação é o idoso, quem tem doença”, disse Bolsonaro.

Nesta quarta, o presidente junto com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, um plano nacional de imunização com data de início de término da vacinação.