Política

Lula e Doria: Presidente da CPI Covid conversa com adversários de Bolsonaro

Aziz e Lula combinaram de se encontrarem pessoalmente quando a CPI encerrar os trabalhos.

camera_alt Edilson Rodrigues/Agência Senado

O presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) Covid-19, o senador Omar Aziz (PSD-AM), se encontrou com os principais adversários do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), não apoiador da comissão que apura a omissão do seu governo na pandemia.

Segundo a coluna Igor Gadelha, do Metrópoles, o senador conversou com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por telefone. O ex-presidente combinou de se encontrar pessoalmente com Aziz quando a CPI encerrar os trabalhos.

Aziz também recebeu um telefonema do governador de São Paulo João Doria (PSDB), na última quarta-feira (2/6) à noite. O tucano pediu o contato da infectologista Luana Araújo, com intenção de pedir o auxílio no Centro de Contingência do governo do Estado.

De acordo com o site O Antagonista, Doria disse a aliados que gostaria de ter a médica em seu governo e então enviou uma mensagem para ela, mas, antes que pudesse fazer o convite, foi informado pela médica de que ela não tinha interesse em trabalhar na administração pública tão cedo.

Ele confirmou nesta sexta-feira (4/6) ter feito o convite a Luana em uma entrevista. “É claro que a deixei à vontade, com um tempo para pensar a respeito, mas confirmo que houve esse convite”, disse.

O depoimento da infectologista agradou os adversários do presidente da República ao criticar o tratamento precoce, bastante apoiada por apoiadores Bolsonaro.

Luana Araújo chegou a ser apresentada como secretária de Enfrentamento à Covid do Ministério da Saúde, mas acabou não sendo nomeada. Em entrevista, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga deu a entender que seu nome não foi aprovado pelo Palácio do Planalto.