Região do Sisal

Com seis novas mortes, Serrinha tem novo recorde diário de vítimas da Covid-19

Desde o início da pandemia, segundo a Sesaus, foram 5.579 diagnósticos positivos para a covid-19.

Micael Levi
camera_alt Paulo Desana/Dabakuri/Amazônia Real

O município de Serrinha registrou nas últimas 24 horas, seis novas mortes em decorrência da doença respiratória Covid-19 e com isso, um novo recorde diário de mortes segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde (Sesaus).

A primeira vítima do dia foi uma mulher de 55 anos residente no bairro Cruzeiro, no centro da Cidade, e possuía diabetes e hipertensão arterial. Já o segundo foi de uma paciente de 68 anos, moradora da Urbis I que possuía diabetes e hipertensão arterial.

Um homem de 74 anos morador da Cidade Nova que possuía diabetes e hipertensão arterial também foi uma das vítimas dessa sexta (23/4). Assim como um paciente de 78 anos morador da Vila de Fátima que também possuía hipertensão arterial além de obesidade.

A Covid-19 também fez vítima uma mulher de 81 anos que residia no centro da cidade e possuía diabetes e linfoma. O último foi um homem de 85 anos residente do Novo Horizonte. Ele tinha insuficiência renal aguda, hipertensão arterial e doença pulmonar obstrutiva crônica.

Com essas novas mortes, Serrinha bate um novo recorde diário de vítimas da doença. Em março, assim como a maioria das cidades pertencentes a Região do Sisal, houve um aumento expressivo no número de falecimentos e ascendeu da população.

Desde o início da pandemia, segundo a Sesaus, foram 5.579 diagnósticos positivos para a covid-19. Até o momento, 42 pessoas encontram-se ativos e 5.471 são considerados recuperados.

Em relação a vacinação, a cidade sisaleira vacinou até o momento 10.261 pessoas de acordo com dados enviados para a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). A cidade está na segunda fase da imunização onde os policiais militares e civis, guardas municipais e de trânsito com idade a partir de 45 anos estão sendo vacinados.