Região do Sisal

Em 10 anos o número de habitantes diminuiu em 5 cidades da Região do Sisal, diz IBGE

Ao todo, a Região do Sisal fica com uma população estimada de 540.365 pessoas. Em 2010 era 520.289.

camera_alt – Reprodução/Gazeta do Povo

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (27/8), a estimativa das populações residentes nos municípios brasileiros. De acordo com o instituto, o Brasil chegou a 211,8 milhões de habitantes, crescendo 0,77% em relação a 2019.

Contando a partir do último censo nas cidades da Região do Sisal feito em 2010, cinco cidades diminuíram a quantidade de residentes. Monte Santo é o primeiro da lista com mais diminuição. Em 2010 o IBGE identificou 52.338 habitantes na cidade sisaleira, agora 49.278 pessoas são moradores – uma perda de 3.060 residentes.

Em seguida vem Tucano com uma perda de 1.620 indo para 50.798, sendo que no último censo era 52.418. Veja os outros municípios:

Lamarão: Perdeu 1.369 ficando com 8.191 – em 2010 era 9.560 pessoas;
Candeal: Perdeu 714 ficando com 8.181 – em 2010 era 8.895;
São Domingos: Perdeu 154 ficando com 9.072 – no último censo em 9.226

Veja no gráfico:

Fonte: IBGE

Com mais 4.524 pessoas, Serrinha foi a cidade que mais aumentou sua população segundo o IBGE, e o maior do território sisaleiro, com 81.286 habitantes. Seguido de Valente, com 4.240 novos residentes, ficando com 28.800. O curioso é que em Itiúba só aumentou 3 pessoas em 10 anos, ficando com 36.116.

Ao todo, a Região do Sisal fica com uma população estimada de 540.365 pessoas. Em 2010 era 520.289.

Veja a lista de cidades:

  • Retirolândia: 14.495
  • Serrinha: 81.286
  • Araci: 54.648
  • Monte Santo 49.278
  • Tucano: 50.798
  • Itiúba: 36.116
  • Santaluz: 37.531
  • Cansanção: 34.882
  • Queimadas: 25.433
  • Quijingue: 27.626
  • Valente: 28.800
  • Teofilândia: 22.555
  • Biritinga: 15.984
  • Barrocas: 16.105
  • Lamarão: 8.191
  • Nordestina: 13.164
  • Candeal: 8.181
  • São Domingos: 9.072
  • Ichu: 6.220