PUBLICIDADE
Região do Sisal

Mulher é presa suspeita de matar vizinha em Monte Santo

Segundo a polícia, briga teve início quando mãe da vítima foi até imóvel da suspeita, onde funciona um bar, reclamando do volume do som, durante a madrugada.

Jornal do Sisal
camera_alt Reprodução/Redes Sociais

Por G1 BA

Uma mulher foi presa na cidade de Monte Santo, na região sisaleira da Bahia, suspeita de matar a vizinha durante uma discussão motivada pelo som alto. O caso aconteceu no sábado (20/3), no Povoado Trabagó. A suspeita do crime foi localizada depois de capotar o veículo enquanto tentava fugir.

O companheiro da suspeita, apontado pela polícia como dono da arma usada no crime, também foi preso.

A vítima, identificada como Gilvânia Ferreira, foi atingida por disparos de arma de fogo depois que sua mãe esteve no imóvel da suspeita, onde funcionava um bar, para reclamar do volume do som, por volta das 3h da madrugada de sábado.

PUBLICIDADE

As duas discutiram e Gilvânia interferiu na situação. A dona do bar entrou no estabelecimento, voltou com uma arma de fogo e atirou na vítima. A mãe dela não foi atingida e conseguiu fugir. Gilvânia foi socorrida por familiares e levada a uma unidade médica em Monte Santo, mas não resistiu aos ferimentos.

Logo após o crime, a suspeita fugiu do local com o companheiro. De acordo com informações levantadas na delegacia da cidade, eles seguiam por uma estrada de terra em direção a Cansanção, cidade vizinha a Monte Santo, quando o homem perdeu controle da direção do veículo e capotou na via quando transitava pelo povoado conhecido como Lagoa dos Cavalos.

Os dois foram encontrados pelos policiais e levados a um hospital na cidade. O homem teve ferimentos leves e foi preso em flagrante. Segundo a polícia, ele informou ter posse da arma, mas teria perdido o documento no acidente. Já a suspeita precisou ser internada no hospital e está custodiada na unidade.

O crime foi registrado pela 25ª Coordenadoria de Polícia (Coorpin/Euclides da Cunha), que lavrou o auto de prisão em flagrante contra o casal. A mãe da vítima ainda será ouvida pela polícia, e o caso será acompanhado pela delegacia de Monte Santo.