Região do Sisal

OAB-BA pede celeridade em investigação de morte de advogado em Nordestina

O caso está sendo acompanhado pela OAB-BA e pela Subseção de Serrinha.

camera_alt REPRODUÇÃO

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB-BA) e a subseção de Serrinha solicitaram a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) a aceleração na apuração do assassinato do advogado Anderson Felix do Nascimento Bomfim, morto na noite da última quarta-feira (25/5).

Bonfim foi morto por criminosos enquanto deixava uma reunião de professores na escola que lecionava Tertuliano Souza Pereira, na Avenida Luiz Eduardo Magalhães, em Nordestina. Ele morreu no local após ser alvejado com cerca de 4 tiros.

Ele era professor de Inglês e Português na escola e estava deixando a reunião de Acompanhamento Complementar (AC) com outros professores.

O caso está sendo acompanhado pela OAB-BA e pela Subseção de Serrinha. A entidade pediu a designação de uma comissão, com a presença de um representante da OAB, para acompanhar as investigações.

A Subseção de Serrinha divulgou uma nota lamentando a morte do advogado. Leia abaixo: