PUBLICIDADE
Região do Sisal

Polícia descobre ‘gato’ de energia em garimpo clandestino de Santaluz

O ramal clandestino foi desativado para dificultar novas fraudes. 

Jornal do Sisal
camera_alt Divulgação/Polícia Civil

Uma ação conjunta com a Polícia Civil e a Coelba (Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia) localizou um “gato” de energia em um garimpo clandestino na comunidade de Maria Preta, em Santaluz, território sisaleiro da Bahia.

No local, os policiais apreenderam 600 metros de cabos, além de quatro medidores de energia irregulares usados para cometer o furto de energia. Funcionários da companhia foram até o local, com apoio de equipes da Polícia Civil e do Departamento de Polícia Técnica (DPT) e constataram a fraude.

Conforme a polícia, nenhum responsável pelo furto foi identificado. O ramal clandestino foi desativado para dificultar novas fraudes.

PUBLICIDADE

A Polícia informou que os valores recuperados dos desvios serão cobrado ao proprietário do imóvel, o que implicará na arrecadação de impostos Estaduais e Federais. A Coelba conseguiu chegar até o local por meio de sensores inteligentes que controlam o fluxo de energia elétrica na rede de distribuição.

A companhia ressalta que o furto de energia elétrica é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro. A pena para a prática do crime é de até 8 anos de reclusão.