Região do Sisal

Prefeitura de Retirolândia aplica multa e interdita locais que provocaram aglomerações nos finais de semana

Ao ter ciência do ocorrido a prefeitura informou que estudava como seria aplicado uma punição para quem desrespeitou o decreto municipal. 

Da Redação
camera_alt Divulgação/Prefeitura de Retirolândia

A Prefeitura de Retirolândia multou em R$500 os comércios que provocaram aglomerações no domingo (18/4) e na sexta-feira (16/4) no município e interditou os locais onde os eventos aconteceram.

Duas aglomerações foram denunciadas pelos moradores a Polícia Militar (PM) e a Guarda Municipal que conseguiram controlar a situação. Em um vídeo que se tornou assunto na mídia baiana e circula nas redes sociais é possível ver dezenas de jovens sem máscara de proteção a covid-19 e desrespeitando o distanciamento social.

O evento que aconteceu no domingo era de uma corrida de cavalos tradicional em Retirolândia. Além dos organizadores receberem multa, o local foi interditada. Já na sexta, houve um evento esportivo na Arena Gira Bola. Em ambas as ocorrências ninguém foi detido

Ao ter ciência do ocorrido a prefeitura informou que estudava como seria aplicado uma punição para quem desrespeitou o decreto municipal.

Ainda de acordo com o órgão, caso a falta de respeito ao decreto se repita nos locais, o alvará de funcionamento dos poderá ser cancelado.

“Não podemos perder de vista as ações que restringem as aglomerações, pedimos aos cidadãos que colaborem com o poder público. Se cada um fizer a sua parte, em breve poderemos pensar no retorno dos eventos que auxiliam no lazer e na socialização de toda a comunidade”, destaca o prefeito municipal Vonte Merim (PSD).

No dia 13 de abril, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), assinou um decreto que autorizava a realização de eventos com até 50 pessoas. A medida estava suspensa desde 4 de dezembro de 2020 como forma de evitar a proliferação do coronavírus. A quantidade de pessoas presentes, pelas imagens, superam a autorizada por Rui.

O secretário de Saúde, Cláudio Inocêncio, se posicionou sobre o ocorrido em uma transmissão ao vivo. “Infelizmente a gente lamenta muito a falta de consciência não só de quem promove esse tipo de evento, mas também das pessoas que participam, porque se as pessoas não participassem o evento realmente não teria êxito”, disse o secretário.

“Enfim, a gente lamenta bastante. No momento crítico como esse ainda tem essa falta de consciência”, completou Cacau, como é popularmente conhecido, que já testou positivo para a covid-19.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde Retirolândia, há 10 falecimentos relacionados a doença respiratória. Dos 1.252 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.230 já são considerados recuperados e 12 encontram-se ativos.