Região do Sisal

Prefeitura de São Domingos publica nota de pesar por médico encontrado morto em rio

Ele trabalhava no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) na cidade sisaleira.

camera_alt Reprodução/Instagram

A prefeitura de São Domingos, na região sisaleira da Bahia, publicou na tarde desta sexta-feira (28/5), uma nota de pesar pelo falecimento psiquiatra Andrade Lopes Santana, de 32 anos, encontrado morto em rio.

Andrade trabalhava no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) na cidade sisaleira. “Nesse momento de dor, a comunidade são-dominiguense, equipe e os pacientes do CAPS, se solidarizam com seus familiares e amigos. Que Deus conforte a todos”, mostra o card.

O corpo do médico foi encontrado boiando no Rio Jacuípe, em São Gonçalo dos Campos, na manhã desta sexta-feira (28/5), por pescadores, com sinais de violência, um disparo de arma de fogo na nuca e uma corda no braço amarrada a uma âncora para o corpo não subir.

De acordo com policiais, a suspeita é que o médico tenha sido vítima de crime contra o patrimônio.

Ele estava desaparecido desde a última segunda-feira (24/5), quando saiu de Araci, na região sisaleira, dirigindo seu carro em direção a Feira de Santana na intenção de comprar uma moto aquática. A mãe dele e mais seis pessoas vieram do estado do Acre para prestar depoimento a polícia de Feira.

Natural do Acre, o médico residia na cidade de Araci e além de trabalhar em São Domingos, atuava também em Tucano e Caldas do Jorro. A prefeitura de Araci, assim como a de Tucano, ainda não demonstrou publicamente sua solidariedade com a família da vítima.