Região do Sisal

Região do Sisal se aproxima dos 20 mil casos de Covid-19

Até o momento nenhuma cidade anunciou endurecimento das restrições, como lockdown ou regras aos comércios na semana do Natal.

Jornal do Sisal
camera_alt Arte/Jornal do Sisal

A Região do Sisal na Bahia se aproxima dos 20 mil casos confirmados da doença respiratória Covid-19, de acordo com os dados colhidos das secretaria municipais de Saúde dos municípios pelo JS Dados neste domingo (20/12).

Até o momento, há 19.811 confirmados desde o início da pandemia. Destes, 15.477 são considerados recuperados e 4.178 estão o vírus ativos cumprindo isolamento social ou hospitalizados.

Das 20 cidades que integram a região, os altos contágios concentram em Conceição do Coité e Serrinha, sendo que o primeiro bateu o novo recorde de casos diários e é considerado o epicentro regional da doença. Serrinha tem o maior número de óbitos (23).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Neste sábado (19/12), o município de Itiúba registrou duas novas mortes chegando ao total de 12 vítimas da Covid-19. A cidade sisaleira passa a ser também recordista em quantidade de óbito dentro de um espaço de menos de 30 dias. Foram 9 mortes em consequência do novo Coronavírus entre os dias 23 de novembro e 19 de novembro.

O boletim epidemiológico não detalha sobre sexo, idade, local do óbitos e sem os pacientes tinham outras comorbidades associadas. Houve um aumento de casos em pouco espaço de tempo.

Até o momento nenhuma cidade anunciou endurecimento das restrições, como lockdown ou regras aos comércios na semana do Natal. Só foram apresentadas medidas estaduais, como o cancelamento de festas e outras aglomerações.

Barrocas zerou os casos ativos segundo a Secretaria Municipal de Saúde neste domingo. Dos 178 confirmados desde o começo da pandemia, 176 estão recuperados e duas pessoas morreram. A cidade investiga 23 casos com suspeita.

Veja o gráfico

Gráfico: Jornal do Sisal