Região do Sisal

Prefeito de Retirolândia amplia toque de recolher até 7 de maio

Retirolandenses não poderão deixar suas casas entre 21h e 5h.

Micael Levi
camera_alt Divulgação/CNM

O prefeito de Retirolândia, Vonte do Merim (PSD), ampliou o toque de recolher até o dia 7 de maio em todo a cidade sisaleira. O decreto foi publicado nesta sexta-feira (23/4), no Diário Oficial do Município e serve para conter o alastramento do coronavírus.

Com a ampliação da medida, segue restrita a locomoção de pessoas, sendo vedada a qualquer pessoa a permanência e o trânsito em vias, equipamentos, locais e praças públicas das 21h até às 5h do dia seguinte.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), já havia ampliado o toque de recolher em todo a unidade da Federação, mas somente até o dia 26 de abril.

De acordo com o decreto de Vonte, segue autorizada a realização de eventos com público de até 50 pessoas.  Além disso, todos os comércios foram autorizados a funcionarem até o horário do toque de recolher o que inclui os de categoria essencial e não essencial. O delivery foi autorizado a funcionar mesmo no horário da restrição de locomoção.

O decreto destaca que os estabelecimentos precisam respeitar as normas para o funcionamento, como o distanciamento social e a oferta de álcool em gel para os clientes. As regras servem também para os bares, restaurantes e vendedores ambulantes que podem funcionar até a hora do toque de recolher.

Os serviços que não segui as regras poderá ter seu alvará suspenso e receber uma multa no valor de R$ 500.

Segue ainda autorizados, pois são serviços essenciais na Bahia, a realização de atos religiosos desde que sigam a ordem prevista em lei, como a redução da capacidade de lotação e o horário.