InLoco

Retirolândia tem a pior taxa de isolamento social da Região do Sisal; Itiúba a melhor

Para os especialistas, a média para cada cidade baiana é 50% ou mais, mas Retirolândia está longe de chegar ao índice estipulado.

Micael Levi

ASCOM/PMR

O isolamento social é pregado pelo Ministério da Saúde e pela OMS (Organização Mundial da Saúde), como uma arma bastante eficaz contra o coronavírus, causador da Covid-19. A empresa de tecnologia InLoco monitora o isolamento social nas cidades brasileiras.

A plataforma mantida pelo Governo da Bahia colhe os dados da estratégia levantada pela empresa nos 417 municípios pertencentes a unidade da Federação. Para os especialistas, a média para cada cidade baiana é 50% ou mais, mas Retirolândia está longe de chegar ao índice estipulado mesmo com elevados números de casos confirmados da Covid-19.

De acordo com a empresa, a taxa de isolamento na cidade sisaleira é de 33%, considerado muito baixo. Nesta sexta-feira (27/06), a Secretaria Municipal de Saúde informou que chegou a 68 o números de infectados. Ao longo da semana passada foram grandes os números de novos infectados.

Já Itiúba é a melhor cidade da Região do Sisal respeitando o isolamento, com 51.3%, considerado muito alto. Os números de infectados por coronavírus difere de Retirolândia, sendo 7 casos e uma morte registrada.

As cidades sisaleiras que já romperam os 50% foram Cansanção, Lamarão, Teofilândia e agora Itiúba. Veja como foi o índice dos 20 municípios do território do sisal:

  • Itiúba – 51.3%
  • Lamarão – 49.7%
  • Monte Santo – 47.2%
  • Araci – 43.9%
  • Cansanção – 43.9%
  • Quijingue – 43.4%
  • Santaluz – 42.4%
  • Teofilândia – 42.3%
  • Ichu – 41.6%
  • Nordestina – 41.1%
  • Valente – 41.0%
  • Tucano – 40.9%
  • Candeal – 40.0%
  • Biritinga – 38.9%
  • Queimadas – 38.5%
  • Serrinha – 37.7%
  • Barrocas – 36.9%
  • Conceição do Coité – 36.3%
  • São Domingos – 35.7%
  • Retirolândia – 33.0%