Religião

Isadora Pompeo sobre Bruna Karla: “Nosso dever como cristão é se posicionar”

Durante a tarde da última quinta-feira (16/6), o nome de Bruna foi aos assuntos mais comentados do Twitter

camera_alt Reprodução/Instagram

A cantora gospel Isadora Pompeo saiu em defesa de Bruna Karla, atacada na internet por causa de uma declaração feita por ela no ano passado na qual afirmou que não cantaria no casamento de um amigo homossexual.

“Os maiores revolucionários foram os mais perseguidos. Jesus falou que, por causa dele, nós seríamos perseguidos (…). O nosso dever, como cristão, é se posicionar. É furar a bolha e falar a verdade sim”, disse Pompeo.

Em uma entrevista concedida por Bruna Karla ao podcast Positivamente, da apresentadora Karina Bacchi, em dezembro do ano passado, a cantora relatou uma conversa que teve com um amigo homossexual a quem disse que não poderia cantar no casamento dele em razão de sua fé.

“Fui bem sincera [com meu amigo] e disse: “Ah, quando você se casar com uma mulher linda e cheia do poder de Deus, eu vou sim” (…). O dia que eu aceitar cantar em um casamento com outro homem, eu posso parar de cantar sobre a Bíblia e sobre Jesus”, disse Bruna Karla.

Durante a tarde da última quinta-feira (16/6), o nome de Bruna foi aos assuntos mais comentados do Twitter, com acusações de homofobia. Diversas pessoas ligadas ao movimento LGBT+ se posicionaram contra as declarações da cantora.

O Jornal do Sisal tem feito um jornalismo revolucionário na região. Esta informação tem chegar a todos. Pedimos, por gentileza, que compartilhe este conteúdo com todos os seus familiares e amigos e siga o portal nas redes sociais.

Compartilhar no WhatsApp