Saúde

Anvisa decide neste domingo (17) sobre sobre uso emergencial da Coronavac e vacina de Oxford

A decisão ocorre por maioria simples de votos.

Micael Levi
camera_alt Mariana Leal/ Anvisa

Depois de recursar o pedido de uso emergencial da vacina russa contra a Covid-19 Sputnik V, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) decide neste domingo (17/1) sobre o uso emergencial da Coronavac e a vacina da Universidade de Oxford.

Os imunizantes serão distribuídos no Brasil respectivamente, pelo Instituto Butantã e pela Fiocruz. Com a aprovação do órgão regulador, o país pode disponibilizar uma vacina contra a doença respiratória. A reunião que determina o futuro do imunizante no país começa às 10h e tem duração máxima de 15h. A decisão ocorre por maioria simples de votos.

Neste sábado (16/1), a Anvisa informou que Instituto Butantã e a Fiocruz terminaram a entrega de documentos sobre as vacinas e 50 pessoas trabalha na análise dos dois processos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A reunião será transmitida pelos canais digitais Anvisa e pela a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que administra a TV Brasil, além de rádios e outros canais do governo. Após a reunião, a Butantã e Fiocruz serão notificados sobre a decisão.

  • Notícias sobre