Saúde

Aumento de casos de vírus com alta capacidade de infecção acende alerta em Salvador

Entre os sintomas do vírus estão diarreia, vômitos, febre alta, dores no corpo e no estômago.

camera_alt Reprodução

A alta de casos de um vírus com alta capacidade de infecção em Salvador acendeu alerta nos profissionais da saúde após ser identificado como norovírus em uma análise de um laboratório de virologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Entre os sintomas do vírus estão diarreia, vômitos, febre alta, dores no corpo e no estômago. A infecção, segundo especialistas, devido a transmissão por ingestão de água e alimentos contaminados ou com pessoas infectadas.

O virologista Gúbio Soares chamou a atenção a rara aparição do vírus. “Quando ele aparece a tendência é aumentar e causar um grande surto”, afirmou o profissional ao portal G1.

O laboratório da UFBA em sua análise entre o fim de abril e a primeira semana de maio, colheu 35 amostras sendo que ao menos 15 testaram positivo, apontando uma prevalência de quase 43%.

Os cuidados para não se contaminar são parecidos com os do coronavírus: evitar contato com pessoas que estejam vomitando ou com diarreia, lavar as mãos com frequência, usar água sanitária no local atingido pelo vômito, usar máscara ao cuidas de pessoas contaminas e evitar ter contato com a saliva de indivíduos infectados.

“Nós ainda não temos nenhuma informação a respeito disso, mas caso seja confirmado, com certeza a secretaria irá intervir. Nós não temos como lutar contra vírus, o que podemos fazer é minimizar as situações de transição, fazer o uso da máscara ainda continua sendo uma medida extremamente efetiva para todos os vírus de transmissão respiratória”, disse a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em nota.