Saúde

Caso de coronavírus em Araci é suspeito e aguarda contraprova

Uma nota de esclarecimento foi divulgada pela prefeitura, que informou que os devidos cuidados está sendo tomado.

Jornal do Sisal
Reprodução

Por Micael Levi

A Vigilância Epidemiológica em Araci, região do sisal na Bahia, informou nesta quarta-feira (11/03/2020) que o caso de coronavírus no município em Araci está sendo examinado e ainda é suspeito.

Uma notificação de um caso suspeito de um portador de Covid-19 foi enviada pela Coordenação de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde do município para o Laboratório Central de Saúde Pública do Estado (LACEN) para a contraprova.

Uma nota de esclarecimento foi divulgada pela prefeitura, que informou que os devidos cuidados está sendo tomado. E que segue os protocolos solicitados pelo Ministério da Saúde (MS), e a Sesab orientou que a vítima com o caso suspeito, ficasse em isolamento domiciliar.

Leia a nota de esclarecimento da prefeitura:

A Prefeitura de Araci, por meio da Coordenação de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, informa que enviou para o Laboratório Central de Saúde Pública do Estado – LACEN – uma notificação de um caso suspeito de um portador de Covid-19 (coronavírus) no município. Seguindo o protocolo definido pelo Ministério da Saúde, foram feitos os exames necessários e a Secretaria de Saúde de Araci orientou por isolamento domiciliar de 14 dias, e o acompanhamento será feito pela unidade de saúde do município a qual o caso suspeito pertence. Araci é uma das cidades notificantes que aguarda a análise laboratorial dos exames enviados sob suspeita de contaminação do Covid-19 (coronavírus) ao LACEN. Apesar de ser a cidade que emitiu a notificação, o paciente não é morador de Araci e terá acompanhamento da secretaria de saúde de onde reside. De acordo com o profissional médico que avaliou o caso, foi necessário notificar a secretaria apenas por atender ao procedimento padrão para casos suspeitos de infecção pelo vírus, após constatar que a pessoa passou por viagem internacional durante o período crítico em que foi identificado o vírus em vários países do mundo, e retornou ao município apresentando um quadro de gripe viral. A equipe de saúde seguiu todos os protocolos para a ocasião e aguarda confirmação da classificação da CVE (Coordenação de Vigilância Epidemiológica) para liberação do relatório final.