Saúde

Flurona: Ceará e Rio de Janeiro registram casos de coinfecção por Covid e influenza

Em Israel uma grávida também foi diagnosticada com a dupla infecção. O Ministério da Saúde investiga o caso.

camera_alt Adriana Soutto Mayor/Arquivo pessoal

Os estados Ceará e Rio de Janeiro registraram dupla infecção por Covid-19 e Influenza, fenômeno que está sendo chamado de “flurona”, junção das duas doenças provocadas por vírus.

No Rio, a dupla infecção foi identificada em um adolescente de 16 anos, segundo o jornal Folha de S.Paulo. A mãe, uma fisioterapeuta, informou que o filho apresentou sintomas como coriza e febre baixa na última quarta-feira (26/12).

Com a progressão dos sintomas, ela decidiu levar o menor para fazer um teste. Ela conta que acreditou ser somente Influenza, mas o exame mostrou as duas doenças. “Eu desconfiei e fomos para outro laboratório. Em poucas horas, também veio o resultado, confirmando o primeiro teste”, conta. “Não sabia que podia se ter os dois vírus ao mesmo tempo.”

De acordo com a publicação, a fisioterapeuta informou que o filho tomou as duas doses da vacina contra a covid-19 e que a prefeitura da cidade entrou em contato para investigação.

A Secretaria de Saúde informou que ainda não confirmou a dupla infecção e que os casos são notificados pela doença com maior gravidade, no caso a Covid-19. É importante ressaltar que ainda não existem estudos científicos publicados que confirmem as implicações clínicas ou imunológicas da infecção conjunta. A Secretaria reforça que vai acompanhar qualquer ocorrência que venha a ser notificada no estado.”

No Nordeste, a prefeitura de Fortaleza, no Ceará, confirmou três casos de coinfecção. Trata-se de duas crianças de um ano, cujos quadros clínicos não foram graves e que já receberam alta, e de um homem de 52 anos que não precisou ser internado.

Em nota a Secretaria de Saúde do estado informou que não sabe ainda qual cepa do coronavírus contaminou os três. Ainda informou que os três foram contaminados pela H3N2, uma das cepas da Influenza.

Para especialistas, a combinação de duas doenças respiratórias ainda é desconhecida e não sabe se a flurona causa doenças mais graves.

Não casos no Brasil não são isolados, em Israel foi confirmado a dupla infecção em uma grávida que ainda não tinha tomado a vacina contra a covid-19 nem contra influenza. A mulher estava internada no Rabin Medical Center, na cidade de Petah Tikva.

O Ministério da Saúde de Israel investiga o caso.

Por aqui ainda sendo um caso totalmente inédito, o Ministério da Saúde ainda não se manifestou sobre os casos.