PUBLICIDADE
Saúde

Pesquisadores da USP encontram coronavírus na gengiva de vítimas da Covid

Os pesquisadores adotaram uma autópsia minimamente invasiva em pacientes diagnosticados com Covid-19 que morreram no Hospital das Clínicas da FM-USP

Jornal do Sisal
camera_alt Reprodução/Jornal da USP

Pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), identificaram o coronavírus causador da Covid-19 nas gengivas de pacientes que faleceram em decorrência da doença respiratória.

Os resultados dos estudos divulgados nesta sexta-feira (26/3), no Journal of Oral Microbiology com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Os pesquisadores adotaram uma autópsia minimamente invasiva em pacientes diagnosticados com Covid-19 que morreram no Hospital das Clínicas da FM-USP e observaram, por meio de análises por RT-PCR e histopatológicas, a presença do SARS-CoV-2 no tecido periodontal.

PUBLICIDADE

As descobertas contribuem para desvendar uma das possíveis fontes do novo coronavírus na saliva de pacientes com COVID-19, destacam os autores do estudo.

“A presença do SARS-CoV-2 no tecido periodontal pode ser um dos fatores que contribuem para a presença desse vírus na saliva de pacientes infectados e demonstra que as origens do novo coronavírus em gotículas salivares não são somente as vias respiratórias”, disse Bruno Fernandes Matuck, um dos pesquisadores do estudo, à Fapesp. Com CNN Brasil.