Saúde

Vacina da Pfizer funciona e gigante farmacêutica pode produzir 1 bi de doses

A novidade foi compartilhada no site Medrxiv, que divulga descobertas cientificas que ainda não foram revisadas por pares.  

Micael Levi
camera_alt Freepik

A gigante farmacêutica Pfizer informou que o testes de vacina contra a Covid-19 em seres humanos teve bom funcionamento. O medicamento foi produzido em parceria com a empresa de biotecnologia BioNTech, porém a empresa afirma que pode ter efeitos colaterais, como febre, em doses mais altas.

A novidade foi compartilhada no site Medrxiv, que divulga descobertas cientificas que ainda não foram revisadas por pares.

Os testes foram feitos em 45 voluntários, que receberam três doses da vacina ou placebo; destes, 12 receberam uma dose de 10 microgramas, outros 12 tomaram 30 microgramas, mais 12 receberam uma dose de 100 microgramas e nove foram tratados com a versão em placebo da vacina.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Foram testadas aplicações com doses mais altas, como 100 microgramas, mas causou efeitos colaterais em metade dos participantes do teste, fazendo com que o grupo ficasse sem a segunda dose.

Foi aplicada uma segunda dose em outro grupo três semanas depois que recebeu a primeira dose, mas os participantes também apresentaram efeitos colaterais, dessa vez com distúrbios de sono. Para os pesquisadores, os efeitos não são considerados sérios e não resultaram em hospitalizações.

O medicamento é capaz de gerar anticorpos contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, deixando o vírus sem funcionamento, porém ainda não se sabe se os anticorpos é realmente capaz de gerar imunidade à doença. De acordo com a revista Exame, a Pfizer irá conduzir novos estudos em breve para provar que quem tomou a vacina é 50% menos vulnerável ao vírus.